"Agradeço a Deus Pai, a Deus Filho e a Deus Espírito, para mim sem Eles nada é possível, nada sou e nada faço." "A Graça de Deus me basta!"

Salette Granato

A BICICLETA AZUL, O QUARTINHO E O COELHÃO AMA... R$ 25,00
A GUERRA NA SOMBRA DO POETA (EDIÇÃO ESGOTADA) R$ 25,00
O IPÊ À MINHA JANELA (EDIÇÃO ESGOTADA) R$ 25,00
Textos

JACINTO
Pelas ruas do Jacinto
Passeiam meus olhos
O silêncio de cada casa
Conta-me suas histórias
Usando a voz dos ventos
Suas retas abrigam
Antigas e novas moradias
Algumas vazias
Outras respiram aroma
Do café coado há pouco
Pra conversas de fim de tarde
Pés de boldo possuem algumas
Outras olham com lágrimas
Algumas de saudade
Rolam pelo chão
Em busca de quem partiu
Deixando rastros de solidão
Flores poucas vejo,
Nasce então
Imenso desejo
De reflorir o passeio
Num coração aquieto
Pelas ruas vou passando
Das casas resgatando
História de muitas vidas
Por trás de cada portão
Saudade de montão
Os ventos das lembranças
Sopram-me palavras
Com força e vontade
Pelas ruas vou passando
Em segredo Jacinto vai contando
Histórias de ouro tempo
De respeito e consideração
Do bom dia, do boa tarde, do boa noite
E do perdão,
Da vida corrida solta
Da felicidade sem explicação
Guardei tudo direitinho
Chave passei no coração
E quando pensei ter acabado
No pontilhão encantado
O rio me contou sobre ingratidão
O sentimento do seu espírito
Que corre na vastidão
Vi sua beleza macia
Seu cheiro de verde amor
Isso tudo me encantou
Tirou a solidão
Senti amor...
Foi então que o bairro parte de mim tomou...

07/05/2016
Salette Granato
Patrono Roberto Donizete de Souza
Cadeira nº 10
Obs. Jardim Jacinto é um bairro de Jacareí/SP
SALETTE GRANATO
Enviado por SALETTE GRANATO em 11/05/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras